Perfume extraído do vômito da baleia causa polêmica no BBB

-
Foto: TV Globo

Um assunto um tanto quanto inusitado acabou chamando a atenção do público do Big Brother Brasil, em meio as conversas e problematizações acerca do feminismo e machismo.

A advogada Gizelly Bicalho causou ao afirmar que a conta bancária de alguns BBBs era boa o suficiente para não precisarem do prêmio dado pelo reality e sim da fama que a atração poderia proporcionar. Para justificar a sua afirmação, a capixaba afirmou que Rafa Kalimann era rica e tinha levado para o confinamento um perfume da baleia no valor de R$ 6 mil.

Alguns internautas questionaram se o frasco teria o formato de uma baleia e por isso Gizelly fez a referência, mas foram surpreendidos com a informação de que realmente existe um perfume da baleia.

O produto em questão é extraído do vômito da baleia cachalote, que está correndo risco de extinção e pode chegar a custar R$ 6 mil a depender da marca que comercializa. Chamado de âmbar cinzento, a substância é produzida pela vesícula biliar da cachalote.

A escolha pelo vômito cristalizado tem uma explicação, a propriedade fixadora. Segundo Dom Devetta, fundador da empresa de perfumes britânica Shay & Blue, em entrevista BBC Mundo a substância tem um aroma único. “O âmbar cinza tem um aroma muito particular. Seu aroma é intenso, doce, animal. Acrescenta uma capa dentro da fragrância que dá um toque de paixão, sensualidade, sexualidade e isto é algo muito difícil de conseguir.”

Em defesa da confinada, a prima de Rafa Kalimann afirmou que a blogueira não é consumista e teria levado um perfume barato de uma marca internacional. “Não temos informações sobre esse perfume. Inclusive, o que a Rafa levou para a casa é da Kenzo e não custa nem R$ 200. Minha prima não é consumista. A Rafa batalha muito para conseguir o que ela tem. Minha prima trabalha e ajuda toda a família e tudo o que adquiriu foi resultado de muito suor, de choros e alegria. Mas não, ela não é rica”. (bahia.ba)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui