Professores da rede municipal de Salvador iniciam greve por tempo indeterminado; categoria cobra reajuste do piso salarial

Foto: Divulgação

Professores da rede municipal de Salvador iniciaram, na manhã desta quinta-feira (19), uma greve por tempo indeterminado. A categoria cobra da prefeitura o reajuste do piso salarial. Mais de 163 mil alunos são impactados com a paralisação.

A greve abrange 7.600 trabalhadores e afeta o funcionamento das 429 escolas municipais. A greve da categoria foi aprovada em uma assembleia, realizada no dia 16 de maio. Os professores reivindicam o reajuste de 33,24%, enquanto a prefeitura ofereceu 6%.

A última vez em que os professores municipais fizeram greve em Salvador foi em 2015, também por causa do reajuste do piso salarial. A categoria se reunirá em assembleia na Praça Municipal, nesta manhã, às 9h.

Em nota, a prefeitura informou que “a folha do magistério municipal já consome mais do que 100% dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Disse ainda que a gestão já cumpre o piso salarial da categoria, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), mas também assegura uma das melhores remunerações do Brasil para os professores da rede pública.