Promotores encontram pelo menos R$ 6 milhões em casa de ex-secretário preso no Rio

-
Foto: MP-RJ

Promotores do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) encontraram uma fortuna escondida em uma casa em Itaipava, na região serrana do Rio, que pertence ao ex-secretário de Saúde, Edmar Santos, preso nesta sexta-feira (10), por suspeita de integrar uma organização criminosa que fraudou contratos de compras de respiradores.

Os agentes já contabilizaram ao menos R$ 6 milhões em espécie, mas ainda não é possível aferir o valor total. As informações são do UOL, que teve acesso a fotos e um vídeo que mostra as cédulas de R$ 50 e R$ 100 sendo contadas pelo MP-RJ.

As investigações da Operação Mercadores do Caos miram o que seria, na visão dos promotores, uma quadrilha para fraudar a compra de respiradores para vítimas do novo coronavírus, feita em caráter emergencial e sem licitação.

De acordo com os promotores, houve um conluio entre pessoas em posição de comando na Secretaria Estadual de Saúde e empresários para direcionar os contratos emergenciais e desviar recursos públicos. Três empresas foram escolhidas para fornecer os equipamentos, em contratos que somam R$ 180 milhões, mas nenhum respirador foi entregue. (UOL)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui