SAJ. Jovem é internado em estado grave, o outro é preso após serem espancados na tentativa de separar briga de casal; familiares pedem justiça

Família pede Justiça / Imagem: Redes Sociais

Na noite deste último domingo (28), dois jovens identificados pelo prenome Iago, e seu conhecido que estava em uma motocicleta, Ailton, foram vítimas de espancamento em Santo Antônio de Jesus.

De acordo com informações, uma das vítimas, o Ailton, está internado na UTI do HRSAJ (Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus) em estado grave, enquanto Iago foi encaminhado para a delegacia e segue custodiado.

Segundo informações da mulher de uma das vítimas, e tios do jovem internado, os dois estavam em uma motocicleta quando avistaram uma mulher sendo vítima de agressão, e ao parar e perguntar porque o agressor estaria batendo na mulher, o mesmo também deferiu socos em Ailton.

Ainda de acordo com a esposa de Iago, de prenome Dora, mais três homens chegaram para agredir os dois jovens e ainda atropelou um dos rapazes com o veículo. Segundo Dora, seu marido foi prestar queixa a delegacia e após retornar para casa, foi chamado novamente para prestar depoimento e e agora se encontra detido pela Polícia, “meu marido foi levar o amigo dele sentido ao Benfica, no caminho estava tendo a briga de casais. Eles pararam para dar socorro e perguntaram porque eles estavam batendo na mulher. Quando eles pararam para falar isso, o marido da mulher foi para cima deles. Eles falaram que era covardia dois homens batendo em na mulher. Meteram o carro em cima do meu marido, o outro deu uma pedrada na cabeça de Ailton e eles começaram a espancar. Ailton está em coma e meu marido passou a noite toda no HRSAJ, quando ele saiu para prestar queixa, ligaram da delegacia para ele na intenção de ir prestar outro depoimento e agora está detido, um absurdo. Porque os homens que agrediram eles, afirmaram na 4ª Coorpin que eles foram os assaltar. Vocês já viram ladrão roubar e ir para delegacia prestar queixa?”, questionou.

Manifestação

Na manhã desta quinta-feira (2), familiares e amigos de Iago, fizeram uma manifestação em frente ao Complexo Policial do município, pedindo a soltura, afirmando que prenderam o mesmo de forma injusta, “o amigo dele está em coma, inconsciente e está sendo considerado como vagabundo também. O pessoal de bem, trabalhador, que nunca teve entrada na polícia e não usa drogas. Estou gravida de 8 meses e querem tirar a liberdade do meu marido. Essas pessoas que fizeram isso com ele que deveriam estar presos”, rebateu Dora.

Familiares de Ailton, o jovem que se encontra em estado grave, afirmaram que está entubado na UTI, em coma, se recuperando aos poucos, “a gente está aqui porque os dois são honestos. Todo mundo aqui sabe da índole deles dois. Não podemos visitar ele, só com a Polícia, porque consideram ele vagabundo. A mulher que eles tentaram salvar ainda foi para a delegacia depor contra eles, dizendo que bateram nela”, concluiu.

Redação: Voz da Bahia