Salvador registra 10 deslizamentos de terra nas 13 primeiras horas desta quinta; previsão é de tempo nublado

Quatro casas são interditadas após deslizamento de terra em Camaçari — Foto: Ivanaldo Soares/ Defesa Civil

A Defesa Civil de Salvador (Codesal) registrou 126 ocorrências na cidade por causa da chuva que atingiu a capital baiana nesta quinta-feira (2). Até por volta das 13h30, o órgão tinha registrado 10 deslizamentos, três deles em Cajazeiras, outros dois em Valéria e no Cabula, além de um na região do subúrbio ferroviário, na Cidade Baixa e em Pau da Lima. Não há registro de feridos.

Segundo informações da Codesal, também foram registradas duas quedas de árvore, no Centro de Salvador e no bairro de Pau da Lima.

Também foram registrados 28 alagamentos de imóvel, 20 ameaças de desabamento, 13 ameaças de deslizamento, duas ameaças de queda de árvore, uma infiltração, 28 avaliações de imóveis alagados e três orientações técnicas.

As regiões com maior quantidade de chuvas na capital nas últimas 12h foram Calabetão, com 32,4 mm, e o bairro Tancredo Neves, com 28,2 mm. Outras áreas que concentraram grande volume de chuvas foram Bom Juá (com 20,4 mm), Jardim Cajazeiras (com 18,8 mm) e Retiro (com 18,4).

De acordo com a Codesal, choveu 13,2 mm em São Tomé de Paripe, 13,2 mm em Stiep e 11,6 em Pituaçu, entre 12h e 13h desta quinta.

Conforme a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão para a tarde desta quinta é de tempo nublado com pancadas de chuva. A temperatura mínima é de 23ºC e a máxima é de 32ºC.

Já na sexta-feira (3), o tempo deve melhorar, mas permanece com muitas nuvens.

O temporal em Salvador começou no primeiro dia do ano, com pontos de alagamento em vários bairros da capital. Diversas localidades, como Dois Leões, Boca do Rio, Federação, Brotas, Boa Viagem, Fazenda Coutos, Paripe e Cabula foram atingidas pelo temporal, acompanhado de raios e trovoadas.

A Codesal permanece com o plantão 24 horas, atendendo às solicitações pelo telefone gratuito 199. (G1)