Servidor de Salvador que faltar expediente por conta da greve pode ter dia de trabalho cortado

0
93
-
Imagem: Google Street View

Embora os trabalhadores do transporte público de Salvador, como ônibus e metrô, tenham confirmado a participação na Greve Geral da próxima sexta-feira (14), a Prefeitura de Salvador está buscando formas de oferecer um transporte alternativo para os seus servidores. Dessa forma, a manifestação não será aceita como motivo para justificar a ausência nos postos de trabalho.

“A gente entende que a greve não pode prejudicar a população e faltas injustificadas serão tratadas como tal”, ressaltou o secretário Municipal de Gestão, Thiago Dantas, em entrevista ao Bahia Notícias. Ele pondera, no entanto, que as justificativas serão analisadas “caso a caso”.

De acordo com o secretário, no momento, sua equipe avalia formas de ampliar o serviço “Salvador Vai de Táxi” para fazer o deslocamento dos servidores do município.

A GREVE

Organizada por diversas centrais sindicais do país, a Greve Geral protesta contra o projeto de reforma da Previdência do governo Jair Bolsonaro (PSL), contra os bloqueios de verbas para a Educação e também contra os índices altos de desemprego. Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT-BA), pelo menos 34 cidades baianas vão aderir ao movimento. (Bahia Noticias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui