Últimas Notícias sobre BNDES

Foto: divulgação

O senador Flávio Bolsonaro afirmou, nesta sexta-feira, 25, conhecer o dono da Precisa Medicamentos, Francisco Emerson Maximiano, por meio de “amigos em comum” e que não tem relação comercial com o empresário. Mesmo assim, o filho do presidente Jair Bolsonaro confirmou ter levado Maximiano para uma reunião com o presidente do BNDES, Gustavo Montezano, em 13 de outubro. O encontro, feito via videoconferência, foi revelado pelo site da revista Veja.

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Passado o leilão da Cedae, na sexta-feira (30), o BNDES organiza os leilões do setor de saneamento em mais quatro estados e uma capital: Amapá, Porto Alegre, Rio Grande do Sul – previstos para este ano – e Alagoas e Ceará, para 2022. Há ainda uma proposta para Minas Gerais, sem data para a conclusão.

Foto: Divulgação

O BNDES vai reeditar a suspensão temporária do pagamento de dívidas de micro e pequenas empresas. O objetivo é de atenuar os impactos econômicos decorrentes da pandemia do coronavírus. No jargão econômico, este standstill terá uma duração de até seis meses e vai beneficiar, segundo o banco, cerca de 100 mil firmas em todo Brasil.

Foto: Ricardo Stuckert

O Tribunal Federal Regional da 1ª Região (TRF-1) trancou a ação penal em que o ex-presidente Lula era acusado de influenciar contratos firmados entre o BNDES e a Odebrecht. Segundo o Ministério Público Federal, em troca de sua atuação, Lula teria recebido propina por meio de seu sobrinho, Taiguara Rodrigues dos Santos.

Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) homologou o consórcio Postar como vencedor do processo de seleção para realização dos estudos que indicarão alternativas de parceria com a iniciativa privada para gestão do serviço postal no Brasil. O trabalho do grupo formado por Accenture do Brasil Ltda e Machado, Meyer, Sendacz, Opice e Falcão Advogados considerará a necessidade de atendimento universal do serviço no território nacional brasileiro. Atualmente o serviço é prestado pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT).

Foto : Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou que alcançou R$ 12 bilhões na aprovação de suspensões temporárias de pagamentos de parcelas de empréstimos contratados com a instituição. A medida, conhecida no mercado como standstill, está sendo concedida pelo prazo de até seis meses a mais de 28,5 mil empresas, em cerca de 77,7 mil contratos de financiamento, nas modalidades direta e indireta. Estima-se que os clientes beneficiados com a medida empreguem mais de 2,5 milhões de pessoas.

Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) lançará, nesta segunda-feira (20), um Plano de Estímulo à Aposentadoria 2020 (PEA BNDES 2020). Segundo o BNDES, o plano tem potencial de atender, aproximadamente, 10% do seu quadro atual de empregados, de 2.623 profissionais.

Foto: Arquivo/Agência Brasil

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, anunciou nesta quinta-feira (13) a meta de promover no Brasil os fundos patrimoniais filantrópicos, que podem gerar mais desenvolvimento e contribuir para a preservação ambiental e para reduzir a desigualdade financeira no país. É importante a instituição adotar uma nova modelagem de atuação para garantir mais qualidade de vida no país, disse Montezano.

© Divulgação Sede do BNDES, no Rio de Janeiro

O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, assinou nesta quarta-feira (15), no Rio de Janeiro, memorando de entendimento com o vice-presidente da Agência de Crédito à Exportação da Dinamarca (EKF), Jan Vassard, com o objetivo de promover a cooperação entre as duas instituições. O acordo tem vigência de dois anos e poderá ser renovado por igual período.

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Nove propostas de projetos em edificações culturais tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) vão receber apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para segurança patrimonial, no montante de R$ 25 milhões, em recursos não reembolsáveis. Segundo o anúncio feito nesta sexta-feira (10) pelo banco, os recursos serão aplicados em instituições localizadas nos estados do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e de São Paulo.

Close