Últimas Notícias sobre GAYS

Foto: Prefeitura de Nova Odessa/Divulgação

O Supremo Tribunal Federal (STF) formou maioria provisória de votos nesta sexta-feira (1º) para impedir restrições à doação de sangue por homens gays no país.

Foto: Reprodução

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu arquivar uma ação movida por psicólogos que contestavam uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proíbe a oferta de atendimento a homossexuais insatisfeitos com sua orientação.

Foto: Divulgação / Vatican News

O Papa Francisco comparou a Adolf Hitler políticos que proferem discurso de ódio contra judeus, ciganos e população LGBT. “Confesso que quando ouço alguns discursos de responsáveis pela ordem ou pelo governo, vêm à minha mente as declarações de Hitler em 1934 e 1936”, disse a advogados no Vaticano na última sexta-feira (15).

Segundo os organizadores, cerca de 900 pessoas compareceram a parada / Foto: Voz da Bahia

No município de Santo Antônio de Jesus neste domingo (27), recebeu a 7ª Edição da Parada do Orgulho LGBTQIA+ com o tema Minha Família é Igual a Sua. A concentração ocorreu no bairro São Benedito. Para os promotores da festa, cerca de 900 pessoas compareceram as ruas da cidade.

Foto: Reprodução

Em conversa com o comediante britânico Stephen K. Amos, Papa Francisco afirmou que pessoas que rejeitam os homossexuais “não têm coração humano”. O bate-papo aconteceu durante a gravação do último episódio do programa “Pilgrimage: The Road To Rome” (“Peregrinação: a estrada para Roma”, na tradução em português) do canal BBC, que ainda não foi exibido. Amos contou ao Papa que não é cristão, mas que viajou a Roma “em buscas de respostas e fé”, mas que, como gay não se sentia aceito. Ao ouvir isto, Francisco disse que se importar mais com o adjetivo [gay] do que ao substantivo [homem] não é bom.

Foto: © REUTERS/Ahim Rani

Entrou em vigor nesta quarta-feira (3), no Brunei, uma lei que pune gays e adúlteros com a pena de morte por apedrejamento. A medida adotada por esse pequeno país muçulmano de 450 mil habitantes e situado no Sudeste Asiático é baseada na “sharia”, a lei islâmica, e suscitou condenações da comunidade internacional e de ativistas pelos direitos humanos.

Foto: naeimasgary/Creative Commons

Uma de cada quatro pessoas do planeta vive em países onde a relação homossexual é criminalizada, segundo um relatório divulgado nesta quarta-feira (20). O levantamento State Sponsored Homophobia (Homofobia Patrocinada pelo Estado, em tradução livre), considerado o principal deste tema no mundo, mostra que, atualmente, a relação entre pessoas do mesmo sexo é considerada um crime em 70 países. Juntos, eles respondem por 23% da população mundial. Isso representa uma queda em relação ao relatório anterior, de 2017, quando esta prática era considerada crime em 72 países. Desde então, três nações – Trinidad e Tobago, Angola e Índia – descriminalizaram o sexo gay, de acordo com o estudo da Associação Internacional de Gays, Lésbicas, Transexuais e Intersexuais (ILGA, na sigla em inglês).

Close