Um mês após reabertura, Igreja de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, é alvo de vandalismo

-Igreja Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, é alvo de vandalismo neste domingo (1º) — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação
Igreja Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, é alvo de vandalismo neste domingo (1º) — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação

As paredes, portas, janelas e escadarias da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, no recôncavo baiano, amanheceram manchadas de óleo automotivo, neste domingo (1º).

Conforme denunciou a paróquia de Nossa Senhora da Purificação, a igreja foi alvo de vandalismo por volta das 3h deste domingo. A pessoa que jogou o óleo na igreja ainda não identificada. Ninguém foi preso. Não há detalhes de como e quando será feita a limpeza do templo religioso.

O templo religioso que completou 331 anos em 2019 foi reaberto há pouco mais de um mês, no dia 27 de outubro, após ficar fechado por dois anos por causa das obras de restauração. A igreja de 1688 é uma das primeiras a ser construída no Brasil e a primeira dedicada à Senhora da Purificação no país.

Por meio de nota, a igreja informou que repudia a ação ocorrida e lamenta pelo que aconteceu. Ressaltou ainda, que a conduta é caracterizada como crime de dano, sendo a pena para quem pratica esse crime de um a seis meses de prisão, ou multa.

A Igreja foi restaurada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O local é cenário da festa da Purificação de Nossa Senhora, uma das maiores comemorações da Igreja Católica Romana, realizada no dia 2 de fevereiro. Ela fica atrás da Festa da Conversão de São Paulo, que acontece em 25 de janeiro.

O evento ainda conta com o a presença da cantora Maria Bethânia, natural de Santo Amaro e devota de Nossa Senhora.

História

Fachada da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, após restauração  — Foto: Samuel Barboza/PASCOM Purificação
Fachada da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Purificação, em Santo Amaro, após restauração — Foto: Samuel Barboza/PASCOM Purificação

Segundo informações do livro de tombo, onde são inscritos os bens culturais e históricos da Igreja Matriz, o templo iniciou-se no ano de 1688 sendo completamente construído no final do século XVIII, e foi dedicada no dia de São Lucas, em 18 de Outubro de 1700. Há relatos de que a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Purificação levou cerca de 100 anos para ser concluída.

Quanto às reformas sofridas no século seguinte, não há registros, já no século XX ocorreram três grandes reformas: a primeira em 1921, com inauguração em 1926; a segunda entre os anos de 1939 e 1940 que contemplou apenas à Capela Mor.

A terceira grande reforma iniciou-se em 1º de agosto de 1994, quase um mês depois do desabamento parcial do forro do altar-mor, que ocorreu após a queima de fogos comemorativos pela conquista do tetra campeonato mundial, pela Seleção Brasileira de Futebol. Nesta reforma, foi retirada a antiga iluminação externa. (G1/Ba)

Óleo automotivo é derramado nas paredes, escadarias e portas do local — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação
Óleo automotivo é derramado nas paredes, escadarias e portas do local — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação
Ação aconteceu na madrugada deste domingo (1º), em Salvador — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação
Ação aconteceu na madrugada deste domingo (1º), em Salvador — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação
Ato aconteceu cerca de um mês após reinauguração da Igreja  — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação
Ato aconteceu cerca de um mês após reinauguração da Igreja — Foto: Divulgação/Paróquia Nossa Senhora da Purificação