Usina Eólica da ENGIE na Bahia fica entre os dez parques mais eficientes do Brasil

29/09/2015 - Recife - PE - O governador Paulo Camara, durante Inauguração do Complexo Santa Brígida, empreendimento de R$ 864 milhões, mais do que duplicará a participação energética oriunda dos ventos no EstadoFotos: Aluísio Moreira/SEI

Os recordes na geração eólica registrados no mês de agosto tiveram forte contribuição das usinas da ENGIE, localizadas na Bahia e Ceará. Na Bahia, dois parques eólicos ocuparam a 2ª e 4ª colocação no ranking dos 10 projetos mais eficientes do Brasil.

Além da operação dos Conjuntos Eólicos Campo Largo 1 e Umburanas, localizados em Umburanas e Sento Sé, a ENGIE está implantando a segunda fase do Conjunto Eólico Campo Largo, também nestes municípios.

No dia 06 de agosto, o sistema atingiu um fator de capacidade de aproximadamente 71,6%, produzindo cerca de 9.049 MW médio, o suficiente para abastecer 94% da demanda de energia elétrica de toda a região, segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

A empresa fez parte deste marco com suas Usinas localizadas no Ceará e na Bahia, as quais somam 899,3MW de capacidade instalada. Neste dia, a ENGIE, através das suas eólicas do Nordeste, produziu cerca de 754 MW médio, o que representou 8,3% de toda energia eólica gerada na região. O Conjunto Eólico de Umburanas da ENGIE atingiu um fator de capacidade de 94% no dia do recorde.

No 22 de agosto houve um novo recorde, com pico de geração de 10.169 MW, a um fator de capacidade de 81%, o suficiente para abastecer 97% da demanda de toda a região Nordeste – mais de 18 milhões de domicílios.

“Nossa equipe local de operação e manutenção têm a missão de manter a alta disponibilidade dos aerogeradores para aproveitar a força dos ventos. O resultado do desempenho dos parques é fruto do planejamento que aloca as paradas de manutenção preventiva para momentos com menor intensidade de vento, além de contar com sistemasde análise preditiva de falhas e boas práticas visando a excelência operacional”, disse o gerente da Regional Nordeste da ENGIE Brasil Energia, Mario Cusatis.

Na Bahia, dois parques eólicos se posicionaram no ranking operacional dos 10 projetos mais eficientes do Brasil no mês de maio, entre os 633 parques medidos para o período. Os parques Umburanas 6 e Umburanas 8 ocuparam a 2º e 4º posição do ranking, respectivamente. Os dados são da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), compilados e divulgado pelo portal e PowerBay, formando o Ranking Operacional Eólico. (Bahia.Ba)