Varíola dos macacos: MG investiga primeira morte pela doença no mundo

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais investiga um caso de morte que poderia ter ocorrido em decorrência da varíola dos macacos. A morte seria a primeira registrada no mundo por varíola dos macacos.

O caso teria acontecido em Uberlândia, e o paciente trabalha em Araguari, no Triangulo Mineiro. Não foram reveladas mais informações sobre o paciente.

O caso é primeiro caso suspeito da varíola dos macacos em Minas Gerais. O paciente morreu no último sábado e, agora, os contatos diretos estão sendo monitorados. Ainda não há casos sintomáticos.

A Fundação Ezequiel Dias está analisando as amostras coletadas para confirmar se o caso se tratava efetivamente da doença.

“Todos os dados clínicos também serão avaliados pela equipe técnica da Secretaria Estadual e do Ministério da Saúde para classificação e encerramento do caso. A SES-MG, a SRS Uberlândia e as secretarias municipais de Saúde de Araguari e Uberlândia estão investigando o caso e monitorando os contatos próximos”, informou a secretaria em nota.

Outros casos no Brasil
Em São Paulo, um paciente que foi confirmado na doença está internado no hospital Emílio Ribas. O homem estava em Portugal e, ao voltar, foi diagnosticado com a doença. O segundo caso confirmado também foi em São Paulo.

No último domingo (12), o Ministério da Saúde confirmou o terceiro caso no país. O homem tem 51 anos e vive em Porto Alegre. Ele também estava em Portugal. (Yahoo)