Vitória recebe Operário no Barradão precisando vencer para não correr risco de entrar no Z-4

Foto: ECVitória

O Vitória começa o ano de 2021 em jogo com cara de decisão. Neste domingo (3), às 18h15, o Leão entra em campo contra o Operário, um adversário direto na briga contra o rebaixamento, no Barradão, pela 32ª rodada da Série B. O duelo ganha contornos ainda mais importantes para o time baiano, já que se não vencer correrá sérios riscos de entrar na zona da degola. Ocupando a 15ª colocação na tabela, a equipe tem 36 pontos, um a mais do que o Náutico, que é o 17º e entra em campo na segunda-feira (4).

A partida também marcará a reestreia do técnico Rodrigo Chagas. Antes interino, ele agora foi efetivado a técnico do Leão para as próximas sete partidas que restam  da Série B 2020 com a missão de livrar o time da queda. “Agora é uma nova história, outro momento. Restam sete partidas que vão definir a nossa vida. Vamos iniciar nesse primeiro jogo que é dentro casa, onde temos que impor o mando de campo. Acho que temos totais condições de reverter todos esses resultados negativos que tivemos no primeiro turno. Esperamos que a gente, a partir desse primeiro jogo, jogue com alegria, com disposição, leveza, dentro de tudo aquilo que a gente vem pedindo. Eu tenho certeza que os atletas vão colocar isso dentro de campo”, disse.

Para esse retorno ao comando do Leão, Rodrigo Chagas poderá contar com o volante Matheus Frizzo, que cumpriu suspensão no último compromisso de 2020. Além dele, o meia Fernando Neto e o atacante Vico, retornaram aos treinamentos nesta semana após se recuperarem de lesões. Também de volta, o goleiro César deve assumir a meta do Rubro-Negro no lugar do jovem Yuri. Por outro lado, o comandante não deverá contar com os laterais-direitos Van e Léo Morais, que se machucaram. Jonathan Bocão deve assumir a vaga. Enquanto o goleiro Ronaldo segue no departamento médico.

Operário
A semana do Operário foi marcada por dispensas. O clube liberou o titular da lateral-direita Sávio e os reservas lateral-esquerdo Julinho e o volante Mazinho, cujos contratos se encerraram na última quinta (31). Outro problema para o técnico Matheus Costa, é na lateral esquerda, onde o titular Fabiano não poderá por questões burocráticas. Emprestado ao Fantasma, o vínculo com o próprio Vitória também terminou no derradeiro dia de 2020. Porém, a agremiação de Ponta Grossa precisaria assinar um novo acordo com o jogador e o nome dele aparecer no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. Mas com o feriado de Ano Novo, a entidade não funcionou e a operação não foi concluída em tempo.

Para montar o time, Matheus Costa precisará improvisar no lado esquerdo da defesa. Os zagueiros Fábio Alemão e Reniê disputam a vaga de Fabiano. Enquanto na direita, o treinador precisará arriscar com Alex Silva, que voltou a treinar no dia 26 após se recuperar de lesão. No miolo de zaga, Bonfim realizou o trabalho de transição ao se recuperar de um problema na panturrilha, mas ainda é dúvida. 

O jogo contra o Leão também é visto como uma decisão para o Fantasma. Se vencer, o time chega aos 44 pontos, faltando um ponto para atingir a meta dos 45 que podem garantir a permanência na Série B.

FICHA TÉCNICA
Vitória x Operário
Série B – 32ª rodada

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 03/01/2021 (domingo)
Horário: 18h15
Árbitro: Antônio Dib Moraes (PI-CBF)
Assistentes:  Rogério de Oliveira Braga (PI-CBF) e Mauro Cezar Evangelista de Sousa (PI-CBF)
Quarto árbitro: Bruno Pereira Vasconcelos (BA-CBF)
Analista de campo: Kleber Moradillo da Silva (BA-CBF)

Vitória: César; Jonathan Bocão, Wallace, Maurício Ramos e Rafael Carioca; Guilherme Rend, Matheus Frizzo, Lucas Cândido e Thiago Lopes; Vico e Léo Ceará. Técnico: Rodrigo Chagas.

Operário: Martín Rodríguez; Alex Silva, Reniê (Bonfim), Ricardo Silva e Fábio Alemão; Jiménez, Marcelo e Tomas Bastos; Douglas Coutinho, Ricardo Bueno e Rafael Oller. Técnico: Matheus Costa.

(Bahia Notícias)