Viúva de topiqueiro morto em atropelamento em SAJ pede justiça: “não foi um simples acidente de trânsito”

Foto: Reprodução

Após a morte do topiqueiro Erivaldo Paulo de Jesus Santos, vítima de atropelamento na Avenida ACM em Santo Antônio de Jesus (relembre o caso), os familiares da vítima estão clamando por justiça, eles prestaram queixa na 4ª Coorpin e afirmaram que sua morte foi intencional (veja aqui). A viúva de Erivaldo, Jamile Santos, usou as mídias sociais para para contar como está a situação da sua família e pedir justiça, “agora eu sou viúva, até poucos dias atrás eu tinha meu marido perto de mim, mas o mesmo foi arrancado brutalmente por um monstro, estou com minha família destruída. Minha filha que tem 11 anos está sem o pai do lado”, desabafou.

Segundo Jamile, a mesma falou com Erivaldo minutos antes do atropelamento, “eu liguei e ele disse que já estava vindo para casa. Depois eu falei com uma pessoa da ambulância do SAMU e quando eu cheguei no local, o meu marido estava morto ao chão. É injusto ter uma pessoa dessas na rua, não podemos deixar isso impune. Peço aos amigos topiqueiros, peço ajuda de todos. Não foi um simples acidente de trânsito, uma pessoa que faz isso, já sabia o que iria fazer, ele planejou a morte do meu marido”, declarou.

Reportagem: Voz da Bahia