Voz da Bahia apura e fonte diz que Brito continua como Delegado-Geral da Polícia Civil

Foto: Reprodução

Segundo coluna do Correio da Bahia, deve-se haver mudanças no alto escalão do governo Rui Costa (PT) ligado a Polícia Civil, aposta-se na exoneração do delegado-geral, Bernardino Brito Filho. Ainda de acordo com o Correio, o novo nome que o substituiria seria o de Marcelo Costa Sansão, do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco). Marcelo é tido como um dos mais próximos e leais membros da tropa aliada ao secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa.

A possível ida de Sansão para a chefia da Civil virou, nos últimos dias, assunto corrente entre delegados graduados da corporação, que atribuem a troca a supostos desgastes na relação de Barbosa com Brito Filho.

BRITO FICA!

Agora fontes ligadas ao Voz da Bahia garantiu que o delegado geral, Bernardino Brito Filho, 52 anos, ainda permanece no cargo, apesar de toda circulação da notícia divulgada pela Coluna do Correio.

Não é a primeira vez que Bernadino tem cargo colocado em questão pela imprensa. No primeiro ano do Governo de Rui Costa, ventilou-se à saída do mandatário da Polícia Civil da Bahia, mas o mesmo continuou à frente do cargo o qual foi nomeado em 2015, substituindo o então delegado geral Hélio Jorge. Brito encontra-se na Polícia Civil desde 1995, já atuou como diretor do Departamento de Polícia do Interior – DEPIN – , antes do cargo geral, Brito também exerceu o cargo de delegado geral adjunto.

Reportagem: Voz da Bahia/ Fábio Santos