WhatsApp quer proteger eleições proibindo disparos em massa

0
33
-
© DR

Agora, parece que a empresa planeja combater essa possibilidade sugerindo ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que se proíba o compartilhamento de mensagens em massa no aplicativo.

De acordo com CanalTech, o representante do WhatsApp, Thiago Sombra, apontou que a ideia é estender a proibição de propaganda eleitoral por telemarketing em apps de mensagens.

“A nossa sugestão é que essa proibição se estenda a ferramentas que oferecem mensagens eletrônicas em massa, automatizadas ou em forma de ‘spam’. Essa é a maior contribuição que acredito que o WhatsApp quer dar a essas eleições”, apontou Sombra em audiência pública na passada quarta-feira, dia 27.

Vale destacar que esta proibição de disparos de mensagens em massa apenas não diria apenas respeito a serviços dedicados (os quais ainda não são regulamentados) mas a todas as ferramentas que permitam automatizar esse processo.

(Noticias ao Minuto)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui