ACM Neto defende vacinação obrigatória contra Covid-19 e critica governo federal

-
Foto: Divulgação

O prefeito de Salvador, ACM Neto, defendeu nesta quinta-feira, 3, que a vacinação contra a Covid-19 seja obrigatória. O assunto será discutido pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

“Eu acho que a vacina tem que obrigatória. Porque, quando alguém não toma a vacina e fica doente, vai precisar ir para o hospital público. O que é mais barato? Vacinar ou entubar? Então, na minha opinião, a vacina tem que ser obrigatória. Mas essa é uma questão ideológica, que eu não perderia tempo discutindo. Se só a pessoa corresse o risco, tudo bem. Mas, não se vacinando, ela corre o risco de te contaminar, me contaminar. Aí é outra história, meu amigo”, declarou o prefeito, após inauguração de uma escola, em São Caetano.

Neto também criticou a falta de planejamento do governo federal e se associou ao governador Rui Costa, ao rebater a alegação do Ministério da Saúde sobre a impossibilidade de utilizar imunizantes que precisam ser armazenados em temperaturas inferiores a -70 °C.

“Outro dia, eu disse que nós já estávamos elaborando o nosso plano de imunização. O que está faltando no Brasil desde o começo é planejamento. No dia que tiver a vacina, a gente está preparado para distribui-la. O Brasil não se preparou. É fato. Um absurdo dizer que a vacina da Pfizer não estará apta porque aqui não temos as câmaras de armazenamento. Isso é falta de planejamento, como é um absurdo gastar tempo discutindo se a vacina vai ser obrigatória”, disse. (A Tarde)