Acusadores de Bolsonaro no caso das vacinas não têm ‘moral’, afirma pastor Malafaia

Foto: Reprodução

As acusações controversas feitas pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) em relação à negociação, não concluída, para compra das vacinas do laboratório Covaxin foram tema de um comentário do pastor Silas Malafaia.

O líder evangélico afirmou que “só pode ser brincadeira acusar o presidente sem provas”, em referência ao fato de que Luis Miranda alega ter alertado Jair Bolsonaro sobre um suposto esquema de superfaturamento na compra das vacinas.

As acusações sobre supostas irregularidades foram rebatidas pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), em um pronunciamento feito à imprensa com a exibição de documentos que indicavam situação contrária à narrada por Miranda.

Malafaia lembrou, no começo do vídeo, que numa reportagem do Fantástico, Luiz Miranda “por 17 minutos foi acusado” de aplicar golpes que levaram pessoas que acreditaram nele a perderem tudo: “É esse o paladino da verdade e da Justiça?”, questionou.

“Imagine o quanto chega no ouvido do presidente, quanta gente falando um monte de coisa, um querendo derrubar outro no jogo de poder. Imagine se o presidente der ouvido a tudo que falam sem prova robusta, não vai governar”, ponderou Malafaia.

O pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) acrescentou que é possível que “em alguma área do governo tenha roubo”, pois a estrutura do Poder Executivo é vasta: “A questão é se o presidente é conivente ou participa, porque nenhum presidente tem poder de controlar toda a máquina. E a outra questão: se a vacina não foi comprada, onde é que houve o roubo? A vacina não foi comprada, então não tem o roubo”.

Em seguida, Malafaia pontuou que uma grave denúncia vem sendo omitida pelos principais veículos de comunicação do país com a cumplicidade dos senadores que compõem a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a covid-19.

“O petista Carlos Gabas, que andava de moto com Dilma [Rousseff, ex-presidente], diretor-executivo do Consórcio Nordeste, comprou 49 milhões de respiradores superfaturados, que nunca chegaram, com pagamento à vista”, contextualizou.

“[O desvio] provocou a morte de dezenas de milhares de nordestinos, e esses senadores sem moral impediram esse camarada de depor na CPI. Senhor Randolfe Rodrigues [Rede-AP], você perdeu a moral, você é um dos senadores que impediram que esse canalha fosse à CPI. Que moral você tem pra dizer que o presidente prevaricou?”, confrontou, fazendo referência ao senador vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito.

ASSISTA PASTOR SILAS MALAFAIA ABAIXO:

Informações: Gospel+ / por Tiago Chagas