Afinal, é seguro praticar a hot yoga no calor?

-Foto: (rilueda/Thinkstock/Getty Images)
Foto: (rilueda/Thinkstock/Getty Images)

A queridinha da atualidade, a hot yoga, vem fazendo cada vez mais sucesso. Mas não é novidade não, viu? Criada nos anos 70 por um indiano chamado Bikram Choudhury (por isso foi chamada inicialmente de brikram yoga), ela era composta por uma série de 26 posturas e dois exercícios de respiração (repetidos duas vezes durante uma aula) feita em uma sala aquecida. 

Depois de uns anos, novas aulas, inspiradas em outras vertentes, foram sendo desenvolvidas. E criou-se o que hoje a gente conhece como a hot yoga, que pode incluir muitos estilos. Mas não vá confundir: ela não tem nada a ver com a sauna. É apenas um ambiente aquecido a temperaturas que variam de 38 a 40ºC e com uma umidade média de 40%. “No Brasil, por exemplo, a umidade costuma ser maior, e por isso temos que baixar a temperatura para a sensação térmica não ultrapassar os 40 graus”, explica Andrea Wellbaum, professora e co-fundadora do Hot Yoga São Paulo, estúdio pioneiro da modalidade na cidade. 

Só de pensar em todo esse calor, você já começa a suar, não é mesmo? Ainda mais se levarmos em conta que a época mais quente do ano está chegando aí. Então será que é seguro mesmo apostar na prática agora? 

Posso praticar a hot yoga no calor? 

De acordo com a conversa que tivemos com Andrea, a resposta é simples: se você já pratica a hot yoga, não tem o que temer. Afinal, mesmo que o clima lá fora esteja mais alto, a sala terá a mesma temperatura com a qual você está acostumada. Ou seja, se você nunca passou mal durante o frio, provavelmente não vai agora. (Boa Forma)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui