Após ser remasterizado, filme de Tau Tourinho, Marco Zero S. A. de Jesus, já está disponível na internet

Foto: Divulgação

O filme documentário do cineasta baiano, Otávio José Félix Tourinho, conhecido Tau Tourinho, Marco Zero Santo Antônio de Jesus, foi revisado, remasterizado e estará disponível gratuitamente na internet a partir do próximo domingo, como parte das comemorações do aniversário da cidade. O filme foi lançado no ano passado com grande sucesso e desde então é muito bem aceito pela comunidade, amplamente utilizado pelos profissionais de educação, pesquisadores e por quem aprecia a linguagem do cinema.

Considerado um documentário-denúncia, Marco Zero Santo Antônio de Jesus sacodiu a história local e provocou polêmica ao trazer à tona a destruição do monumento marco inicial de fundação do município, ocorrida há uma década durante uma reforma da praça onde se originou o núcleo urbano da cidade. Mais ainda, o documentário sensibilizou a atual gestão pública, a qual reconstruiu o referido monumento.

Toda a concepção, câmera, montagem e tratamento artístico são do filho da terra, Tau Tourinho (UFRB); a música é autoral do mineiro Lucas Virgolino (UFSJ); a edição, colorização é do artista visual Danilo Martins (UFRB) e a consultoria histórica é da doutora historiadora Edinelia Mª Oliveira Souza (UNEB), portanto, trata-se de um trabalho feito por uma forte equipe, que deu seu melhor para a realização desse projeto.

CONFIRA O FILME NO PLAY ABAIXO:

O Mestrado em História Regional e Local, por meio de recurso da CAPES, e o Centro de Documentação e Memória do DCH – Campus V da UNEB de Santo Antônio de Jesus são importantes apoiadores do projeto. Mesmo com limitações orçamentárias por conta da pandemia, tais instituições foram sensíveis ao nosso projeto e contribuíram com a finalização do filme e com a disponibilização gratuita na internet, ação que tem como propósito tornar o documentário um instrumento didático para as redes de ensino e para a difusão de conteúdo histórico para a população em geral.

CONTATO: [email protected]

Via Tribuna do Recôncavo / Matéria: Edvan Lessa