“Assassino de Damiana já foi acusado de matar madrasta em 2005 e liberado por falta de provas”, diz delegado de SAJ

0
314
-
O acusado do crime de prenome Antônio e dona Damiana que estava desaparecida e foi encontrada morta / Foto: Montagem | Voz da Bahia

Após o crime bárbaro que chocou os residentes de Santo Antônio de Jesus, o qual a senhora Maria Damiana dos Santos foi morta pelo seu companheiro e enterrada no fundo de sua propriedade na Avenida Vereador João Silva, Centro do município (clique e veja), o delegado responsável pelo inquérito, Dr. Orlando Cursino, comentou em entrevista ao Voz da Bahia sobre caso, pontuando a versão do acusado Antônio dos Santos.

De acordo com o delegado, a Polícia Civil poderá confirmar a causa da morte apenas com a chegada dos resultados dos exames do DPT, mesmo com a vítima ter sido encontrada com marcas de marreta na cabeça, e o instrumento ter sido achado com marcas de sangue no local do crime, “como a princípio se tratava de um desaparecimento, conseguimos através do interrogatório a confissão. É importante esclarecer, que na versão do acusado, ele afirmou que houve um desentendimento onde Damiana puxou uma faca, e Antônio puxou um instrumento para agredi-lá. Estamos aguardando as informações oficiais do Departamento de Polícia Técnica, em princípio não tenho um laudo do local do crime e da necropsia para ter uma resposta definitiva em cerca da dinâmica do crime”, declarou.

- Anúncio -

Cursino falou sobre as ações iniciais da Polícia Civil, comparando as oitivas, até o desfecho, quando o corpo de Maria Damiana foi revelado, “a polícia teve notícia desse fato na sexta-feira (6), a filha da Damiana nos procurou e registrou a ocorrência. No próximo dia, no sábado (7), o próprio Antônio compareceu à Delegacia, prestou esclarecimento com uma versão preliminar. Mas quando analisamos as oitivas de algumas testemunhas que já tínhamos demandado, algumas informações que ele dizia não estavam batendo. Para algumas pessoas ele dizia que ela teria ido para Salvador, Cruz das Almas ou apenas deu ‘uma saidinha’. Quando as informações não estavam muito claras, eu chamei ele novamente na segunda-feira (9) e ele falou que ela estava no bar, fomos até o local e apontou o que houve com a Damiana. Entretanto, tudo que ele apontou deve ser comprovado”, disse.

Após ser questionado sobre a ficha criminal do acusado, o delegado afirmou que em 2005, Antônio foi acusado de assassinar a própria madrasta na Rua 7 de setembro, em Santo Antônio de Jesus, “existiu esse crime, mas esse caso já teve um processo e não tem como a gente fazer uma vinculação com o caso que houve recentemente. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa, mas é evidente que eu vou buscar novas provas sobre o caso de 2005. Entretanto, ao que parece, Antônio havia sido excluído do processo por falta de provas na época. Para fechar o caso da senhora Damiana, não depende de nenhuma informação do crime de 2005”, concluiu.

Assista a entrevista completa:

#vozdabahia Dr. Orlando Cursino delegado de SAJ, Filha de Dona Damiana pede ajuda

Live Meio-Dia e Meia hoje Dr. Orlando Cursino delegado de SAJ, Filha de Dona Damiana pede ajuda

Gepostet von Voz da Bahia 2 am Donnerstag, 12. September 2019

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui