Band encerra parceria com Polishop e concurso Miss Brasil 2020 fica incerto

Foto: Reprodução/Instagram

A Band e a empresa Polishop anunciaram oficialmente o fim da parceria que promovia o concurso “Miss Brasil Be Emotion” desde o ano de 2015. O concurso de beleza, considerado o mais importante do país, envia a vencedora para o Miss Universo e tem futuro incerto para a edição de 2020. 

Segundo informações obtidas pelo F5, da Folha de S. Paulo, ambas as empresas assinaram um comunicado em conjunto informando que “após oito anos realizando e exibindo os concursos Miss São Paulo e Miss Brasil, cinco dos quais ocorreram por meio de uma sólida parceria com a Polishop, a Band comunica que não houve renovação do contrato, o qual termina este ano”. 

Além disso, a nota informa que com as negociações frustradas, a “Band não vai realizar a temporada 2020 e, por consequência, não exibirá seus famosos concursos de beleza”. Com isso, as duas empresas não só deixam de se responsabilizar pela etapa nacional, mas também dos concursos estaduais. Na Bahia, assim como em alguns estados, a Band é responsável pela realização do concurso. 

Sobre a atual detentora do título, a Miss Brasil 2019 Júlia Horta, a nota informou que sua participação no Miss Universo 2019 está assegurada, bem como a sua rotina de preparação para o concurso. Júlia, representante de Minas Gerais, derrotou outras 26 candidatas e fez o estado voltar a vencer o certame 9 anos depois. A última vitória de uma baiana foi há 51 anos com a Miss Brasil e Miss Universo 1968 Martha Vasconcellos.