Bióloga cristã é alvo de denúncia da OAB por dizer que: “homossexualidade é aberração e pecado”

-
Foto: Reprodução

Uma manifestação de uma bióloga e teóloga sobre a visão bíblica a respeito da homossexualidade entrou na mira da patrulha politicamente correta, o que levou uma comissão da OAB-PB a denuncia-la por homofobia.

A bióloga e teóloga Lourdes Rumanelly Mendes dos Reis realizou uma live em sua conta no Instagram para falar sobre a perspectiva cristã em relação à biologia, e dentro do tema foi pontuada a homossexualidade.

A partir dos textos bíblicos, Lourdes citou a carta do apóstolo Paulo aos Romanos, quando o autor diz que as pessoas “trocaram a verdade de Deus pela mentira” e acrescenta que “por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas”, com as mulheres trocando “suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza, da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros”.

A crítica da bióloga, que atua como professora em escolas de João Pessoa (PB), tinha como alvo os argumentos do escritor Michael Warner, que publicou em 1991 o livro Introduction: Fear of a Queer Planet (“Introdução: medo de um planeta queer”), onde cunhou o termo “heteronormatividade”.

O autor pontuou em sua obra que as pessoas heterossexuais tendem a tratar a prática homossexual, nas palavras da professora, como um “’desvio’, ‘crime’, ‘aberração’, ‘doença’, ‘perversão’, ‘imoralidade’ e ‘pecado’”.

Lourdes, então, reiterou o que dizem as Escrituras: “A Bíblia vê como aberração mesmo. É perversão, mesmo. A Bíblia vai definir. É pecado mesmo, gente. Mas, mentir também é pecado”.

“Mas não é só Deus que está dizendo. É a genética, biologia também que está dizendo, tá bom?”, acrescentou, fazendo referência ao fato de que a homossexualidade impede a reprodução humana.

ASSISTA:

Gospel + / Tiago Chagas