Bolsonaro ironiza imprensa e diz que repórteres contrariam normas em aglomeração

-
Foto: Reprodução / Twitter

O presidente Jair Bolsonaro, que nesta sexta-feira (10) ignorou as orientações sanitárias e percorreu alguns locais de Brasília, publicou em suas redes sociais um vídeo de seu passeio e ironizou os profissionais da imprensa que registraram o momento.

“Retornando do Hospital das Forças Armadas parei para comprar medicamento na Drogaria Rosário. Contrariando normas da Saúde os repórteres se aglomerararam”, comentou. Diante da publicação, os comentários polarizaram entre apoiadores e críticos do presidente. “Fala sério. É mito demais. Ele conseguiu colocar os hipócritas no pedestal”, disse um seguidor. “Cara, você é um louco sem noção. 1056 mortes e você é responsável por esse número também”, comentou outro.

A atividade de imprensa, assim como serviços de saúde, transporte e segurança pública, foram reconhecidos como essenciais em decreto assinado pelo próprio Bolsonaro, portanto pode e deve ser desempenhada durante a pandemia do coronavírus. “Na execução das atividades e dos serviços essenciais de que trata este Decreto deverão ser adotadas todas as cautelas para redução da transmissibilidade dacovid-19”, diz o documento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui