Crescimento no número de infectados pode suspender festas privadas na Bahia

Foto: Paula Froes/Govba

A explosão nos índices de infectados pela Covid-19 após as celebrações de fim de ano pode suspender a realização de festas privadas durante o Carnaval na Bahia. O alerta foi feito nesta segunda-feira (10) feira pelo governador Rui Costa (PT).

“Se tudo continuar como está nem festa privada haverá. Não haverá festa nenhuma. A realização de festa está vinculada à possibilidade de garantia da saúde pública”, declarou, em coletiva à imprensa realizada em Salvador.

O governador lembrou que vem alertando desde novembro sobre a possibilidade de suspender a realização desses eventos. “Mantenho minha recomendação para que a população não compre festas, blocos ou qualquer coisa de Carnaval. Tenho repetido isso desde novembro para ninguém dizer que não foi avisado. Não comprem porque o pior que a gente podia temer aconteceu”, afirmou.

Na análise de Rui, parte da culpa do grande crescimento nos índices relacionados à doença é dos produtores de eventos. “Temos que substituir essa mentalidade imediata de curto prazo para a mentalidade de longo prazo. O cabra não pode achar que está fazendo uma festa para ser a última que vai organizar. Deveria ter ser o inverso. Se quer fazer segunda, terceira, tem que cuidar para fazer a primeira bem feita”, disse.

“Infelizmente, todo mundo tratou e está tratando como se fosse a última festa a organizar. Um liberou geral. Deu no que deu, no que todo mundo previa que ia dar, que era o aumento no número de casos”, acrescentou. (Bahia.ba)