‘Delicado momento técnico e financeiro’ faz Vitória voltar ao Barradão

Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

A partida entre o Vitória e Oeste, marcada inicialmente para acontecer na Fonte Nova, não será a única que o Leão mudará o mando de campo para o Barradão. Em um comunicado oficial divulgado pelo rubro-negro nesta terça-feira (1º), o clube afirma que as “partidas de menor apelo” serão no Estádio Manoel Barradas.

Segundo o Vitória, a escolha pela troca foi “devido ao delicado momento técnico e financeiro em que o clube se encontra”. Com custos operacionais mais altos na Fonte Nova que no Barradão, o time preferiu deixar sua nova casa em duelos com expectativa de público menor. Isso começará contra o Oeste, pela 27ª rodada da Série B, dia 8, às 20h30. O jogo contra o Sport, quinta-feira (3), está mantido na Arena, às 21h30.

Ainda segundo a nota, assinada pelo presidente Paulo Carneiro, os jogadores foram ouvidos e aprovaram a mudança. A direção da Fonte Nova também foi comunicada e, “sensível ao difícil momento do clube, anuiu ao pleito rubro-negro, que reiterou a intenção de continuar a mandar jogos na Arena”.

O Leão também afirmou que, no contrato, existe esse tipo de flexibilização, lembrando que os jogos contra Londrina e Coritiba já estavam previamente programados para acontecer no Barradão. Aos sócios Diamante, o clube garante que reservará, com exclusividade, a Tribuna de Honra.

Veja a nota completa:

“O Esporte Clube Vitória torna público a decisão de mudar alguns dos seus mandos de campo da Arena Fonte Nova para o Estádio Manoel Barradas.

Devido ao delicado momento técnico e financeiro que o clube se encontra, presumivelmente, partidas de menor apelo não terão atração de um grande público à Arena, que, notadamente, tem um custo de operação maior que o estádio Manoel Barradas. 


Ainda com relação à questão técnica, os jogadores foram ouvidos em reunião na segunda à tarde, dia 30/09, e manifestaram aprovação pela mudança.

Por sua vez, a direção da Arena Fonte Nova, sensível ao difícil momento do clube, anuiu ao pleito rubro-negro que reiterou a intenção de continuar a mandar jogos na Arena Fonte Nova.

Vale lembrar que os confrontos com o Londrina e Coritiba já estavam previamente programados para acontecer no Barradão e que o contrato com a Fonte Nova em sua fase inicial previa esse tipo de flexibilização.

Com relação aos planos, o regulamento atual já prevê o mando de campo nas duas casas rubro-negras, sendo que os sócios Diamante terão no Estádio Manoel Barradas a exclusividade da Tribuna de Honra. 

O Esporte Clube Vitória encerra agradecendo a toda diretoria da Arena Fonte Nova pela enorme compreensão e sensibilidade.

Paulo Roberto de Sousa Carneiro
Presidente do Conselho Diretor”

(Correio)