Dono de tabacaria é preso após aglomeração ser flagrada no local; delegado disse que homem chamou policial de ‘negrinho’

Foto: reprodução tv

O dono de uma tabacaria foi preso na madrugada desta quinta-feira (3), durante uma fiscalização de cumprimento ao toque de recolher em Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia. No estabelecimento, havia cerca de 20 pessoas glomeradas. Além disso, a polícia informou que o dono do local chamou um dos policiais de “negrinho”

A Polícia Militar recebeu a denúncia de que havia movimentação em uma tabacaria, localizada no bairro das Acácias, depois do horário previsto pelo decreto. No local, as pessoas foram flagradas fazendo uso de bebida alcóolica e narguilé, entre elas menores de 18 anos.

Os maiores de 18 anos foram levados à delegacia e autuados, enquanto os menores de 18 foram entregues ao Conselho Tutelar.

“De imediato acionei o Conselho Tutelar, onde os menores foram entregues, para que fossem entregues aos respectivos pais. Lógico com todos intimados para que retorne à delegacia e a gente confeccione o procedimento cabível”, disse o delegado Leonardo Mendes.

Em relação aos maiores, o delegado informou que todos foram intimados e irão responder pelo crime de desobediência ao decreto.

“O dono da tabacaria foi preso em flagrante e vai responder pelo crime de desobediência e corrupção de menores. No momento em que fazíamos a triagem na delegacia, esse cidadão usou termos ofensivos para se dirigir ao policial e o chamou de ‘negrinho’. Então ele também vai responder por injúria racial”, completou o delegado. (Fonte: G1 BA)