Em jogo marcado por VAR e frango, Bahia é derrotado pelo Inter

0
202
-
Fernandão marcou para o Bahia, mas não impediu a derrota tricolor no Rio Grande do Sul (Foto: Ricardo Duarte/Internacional )

O último jogo do Bahia antes da pausa para a Copa América foi bem diferente do que o torcedor esperava: gol polêmico válidado, frango de Douglas e derrota por 3×1 para o Internacional na noite desta quarta-feira (12), no estádio do Beira Rio, em Porto Alegre. Rodrigo Lindoso, Rafael Sóbis e D’Alessandro marcaram os gols do time colorado. Fernandão descontou para o Bahia.

O resultado tirou o tricolor do G6 do Campeonato Brasileiro. Na sétima colocação, o Esquadrão ainda pode perder mais posições até o encerramento da rodada. Agora, o tricolor para por 27 dias por conta do torneio continental. O próximo compromisso também será em Porto Alegre, mas contra o Grêmio, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A data ainda vai ser confirmada pela CBF, mas o duelo deve acontecer o dia 10 de julho. 

- Anúncio -

Roger Machado teve uma dor de cabeça para montar o time. Além de não poder contar com Artur e Gregore, suspensos, o treinador ainda perdeu Élber, Ernando e Gilberto, todos machucados. Jackson, Flávio e Ramires foram os substitutos. 

Apesar dos desfalques, o Bahia começou bem o jogo, controlando e buscando o gol em jogadas com Fernandão e Arthur Caíke. Mas, aos 21 minutos, o tricolor recebeu um balde de água fria. 

Na jogada pelo alto, Sóbis, de cabeça, escorou a bola para Rodrigo Lindoso. Em posição duvidosa, o volante mandou para as redes de Douglas. O assistente chegou a marcar o impedimento, mas aí o árbitro de vídeo foi acionado para analisar o lance. Depois de quase três minutos, o gol do Inter foi confirmado. 

O lance deixou a galera tricolor na revoltada. Foi o primeiro gol que o Esquadrão sofreu desde que passou a jogar no esquema com três volantes. 

Apesar do gol, o Bahia continuou bem na marcação, tentando explorar as jogadas de ataque pelos lados do campo. O duelo caiu tecnicamente e só nos minutos finais as equipes conseguiram criar bons lances. Nos chutes de Rafael Sóbis e Nico López, Douglas fez boas defesas. 

Do outro lado, o Bahia respondeu em cabeçada de Arthu Caíke, que Lomba defendeu.     

Vacilou, dançou
Correndo atrás do prejuízo, o Bahia voltou para o segundo time sem mudanças e mantendo a mesma estratégia de segurar o Internacional e explorar as jogadas pelas pontas. Mas a primeira grande chance foi colorada. No vacilo da defesa tricolor, Rafael Sóbis apareceu livre dentro da área e deu apenas um toquinho na tentaiva de surpreender Douglas. A bola foi para fora. 

Minutos depois o mesmo Rafael Sóbis aproveitou o cruzamento na área e mandou bela cabeçada. Douglas voltou a aparecer e salvou o Bahia de levar o segundo. A mesma sorte o goleiro do Esquadrão não teve na terceira tentativa do atacante colorado. Aos 16 minutos Rafael Sóbis pegou a sobra de bola e chutou mascado. A boa ia parando nas mãos de Douglas, mas ele acabou engolindo um frango e viu o Inter ampliar a vantagem. 

Com o prejuízo ainda maior, foi para o tudo ou nada. Ele tirou o volante Flávio e colocou o atacante Rogério em campo.  A mudança não surtiu muito efeito e o Bahia seguiu com pouca criatividade ofensiva e sem incomodar o goleiro Marcelo Lomba. Só aos 32 minutos o Bahia conseguiu levar perigo ao Inter, e foi em forma de gol. Na bola levantada por Shaylon, Marcelo Lomba falhou, Arthur Caíke ajeitou e Fernandão estufou as redes.  

A torcida do Bahia, no entanto, não teve nem tempo de criar expectativas. Quatro minutos depois a defesa do Bahia voltou a vacilar e D’Alessandro mandou belo chute de fora da área, vencendo o goleiro Douglas e decretando o triunfo colorado. 

FICHA TÉCNICA
Internacional x Bahia
Campeonato Brasileiro – 9ª rodada

Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Data: 12/06/2019 (quarta-feira) 
Horário: 21h30
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn (ambos do PR)
VAR: Igor Junio Benevenuto, de Minas Gerais, com auxílio de Gilberto Rodrigues Castro Junior e Clovis Amaral da Silva, de Pernambuco.

Cartões amarelos: Roger Machado, Eric Ramires (Bahia) / Victor Cuesta (Internacional)

Gols: Rodrigo Lindoso, Rafael Sobis e D’Alessandro (Inter) / Fernandão (Bahia)

Internacional: Marcelo Lomba, Zeca, Roberto, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso (Patrick), Edenílson, Nico López (Jhonatan Álvez), D’Alessandro (Wellington Silva) e Nonato; Rafael Sobis. Técnico: Odair Hellmann

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton, Flávio (Rogério) e Douglas Augusto; Ramires (Shaylon), Arthur Caíke e Gilberto. Técnico: Roger Machado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui