Em quatro anos, Bahia registra 34 mil novos casos de sífilis; ação alerta para prevenção

-Foto: divulgação/GOVBA
Foto: divulgação/GOVBA

A Bahia registrou entre 2015 e 2019 mais de 34 mil novos casos de sífilis. Deste total, 43,18% correspondem a gestantes, os dados são da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Neste sábado (26), dia D da campanha nacional, as unidades de saúde estaduais intensificaram as ações de combate à sífilis e sífilis congênita (transmitida da mãe para o bebê).

De acordo com a subsecretária da Saúde, Tereza Paim, a sífilis é uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) curável e exclusiva do ser humano, causada pela bactéria Treponema pallidum.

“As unidades estaduais estão realizando rodas de conversa, distribuição de preservativos, além de testes rápidos, aconselhamento e, caso necessário, o início imediato do tratamento”, afirma a subsecretária, ao pontuar ainda que as gestantes são um público de extremo interesse devido a possibilidade de passarem para o feto. (Varela)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui