Empresa cria óculos que detectam nível de álcool e glicose do usuário

0
93
-
Os óculos analisam a lágrima e conseguem determinar níveis de glicose, álcool e vitaminas do usuário. Foto: IFSC/USP/Reprodução

Imagine um mundo em que você não precisa realizar exames de sangue para saber como estão suas taxas de glicose, por exemplo. Esse momento está muito próximo. Uma equipe de pesquisadores – que inclui uma brasileira – desenvolveu um par de óculos capaz de medir os níveis de álcool, glicose e vitaminas no organismo de uma pessoa sem precisar analisar o sangue. A parte mais impressionante é que o equipamento faz essa medição com apenas uma lágrima.

De acordo com os pesquisadores, a análise da lágrima é realizada por um biossensor, que fica posicionado na plaqueta dos óculos, e a leitura é feita em tempo real por um dispositivo instalado nas hastes. Uma vez que a substância seja analisada, as informações são enviadas por bluetooth para o computador ou para o celular.

“Foi desafiador desenvolver uma plataforma capaz de fazer medidas de glicose, álcool e vitaminas usando uma lágrima. Desenvolvemos um dispositivo microfluídico super-hidrofóbico, que é colocado nas plaquetas dos óculos. Dentro do dispositivo se encontra um eletrodo, que é modificado com uma determinada enzima, dependendo do que se deseja detectar”, explicou Laís Canniatti Brazaca, do Instituto de Química de São Carlos (IQSC-USP), em comunicado.

O projeto foi liderado por pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego, nos Estados Unidos. Os resultados foram publicados recentemente na revista Biosensors e Bioeletronics.

Como funciona?

Segundo Laís, os óculos não analisam todas as taxas de uma vez. O usuário precisa escolher o tipo de medição que deseja fazer  – álcool, vitamina e glicose – e inserir o dispositivo adequado na plaqueta dos óculos. Essa necessidade de troca ocorre porque cada dispositivo contém uma enzima diferente que analisa uma substância específica.

E a lágrima? Não é preciso chorar para conseguir medir as taxas. A pessoa pode apenas usar um pequeno bastão com um produto que estimula a lacrimação. Quando a lágrima escorre, entra em contato com o biossensor, então ocorre uma reação química, que gera uma variação na corrente de eletrodo. Esse sinal é emitido por uma ferramenta instalada nas hastes dos óculos e as informações recolhidas são enviadas para o computador ou celular. (Veja)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui