“Estou animado para ir ao céu”, escreveu menino de 7 anos antes de morrer em acidente

-
Foto: Reprodução

Um atropelamento tirou a vida de um menino cristão de apenas sete anos de idade. Um micro-ônibus o atingiu quando ele voltava para casa após a aula. O surpreendente é que, meses antes, ele tinha escrito uma carta para Jesus dizendo estar ansioso para ir para o céu.

Samuel Barker faleceu na última segunda-feira, 13 de janeiro, após ser atingido pelo micro-ônibus a cerca de 1,6 Km de distância de sua escola, Osbaston Church in Wales School, depois das aulas naquele dia.

O motorista, de 45 anos, foi detido pela Polícia, e segundo a BBC, os paramédicos que atenderam a ocorrência nada puderam fazer para salvar Samuel.

Segundo informações do portal Premier Christian News, no dia seguinte, a Polícia do País de Gales, no Reino Unido, divulgou uma homenagem prestada pelos pais de Samuel: “Como família, somos encorajados e sustentados por nossa fé em Jesus. Embora desejássemos ter tido mais tempo com Samuel, sabemos que ele está agora com o Senhor Jesus Cristo em eterna paz”, dizia o comunicado.

“O próprio Samuel tinha uma fé real. Alguns meses atrás, ele escreveu estas palavras: ‘Eu confio em Jesus. Estou muito animado para ir para o céu’. Estamos todos ansiosos para vê-lo lá também”, acrescentava o texto da família.

O pastor da Igreja Batista de Monmouth, reverendo Jonathan Greaves, relatou que conhecia o menino desde que ele nasceu, já que a família é membro da congregação. Ele leu as palavras escritas por Samuel após ter lido um livro que havia ganhado “alguns meses atrás” e que o motivaram a escrever a carta para Jesus Cristo.

“Eu amo Jesus e Deus porque eles cuidam de mim e são bons comigo. Eles me amam muito e me fazem ser melhor e são os melhores adultos do mundo inteiro. Eu os amo muito, muito. Eles são muito gentis comigo. Sempre acreditarei neles. Eles gostam muito de mim. Eles são tão, tão, tão, tão, tão gentis comigo e eu confio neles”, escreveu Samuel na carta.

“Eles me dão força. Ele me ama o tempo todo. Eu louvo ao Senhor, posso confiar n’Ele. Eles são os melhores. Estou tão animado para ir para o céu. Eu nunca vou me machucar e nunca vou precisar tomar ponto. E Ele morreu na cruz por mim. Ele salvou minha vida”, continuava a carta do menino.

Greaves afirmou que toda a congregação está “abalada” pela morte de Samuel, mas está se unindo em apoio à família neste momento de dor.

O pastor contou ainda que a mãe de Samuel, Cat, pediu que os cristãos orassem “por um avivamento do espírito de Deus” em sua cidade após a morte de seu filho, e que ela também informou que a morte do menino “trouxe um membro da família para Cristo”.

por Tiago Chagas / Gospel+

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui