“Estou morrendo, Macedo. A coisa está ruim”, disse Bolsonaro ao seu médico

Foto: Arquivo Reprodução Twitter

O médico responsável pela internação do presidente Jair Bolsonaro, o cirurgião Antônio Luiz Macedo, contou, em entrevista ao jornal O Globo, como foi comunicado da obstrução intestinal do presidente. “Ele me ligou chorando de dor. Falou ‘estou morrendo, Macedo. A coisa está ruim’. Mandei ele ir na hora para o Vila Nova Star”, conta o médico. Bolsonaro recebeu alta na manhã desta quarta-feira (05) do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo.

Macedo disse que ligou Pedro Henrique Loretti, diretor do hospital, que “orquestrou tudo com muita competência”. O cirurgião descartou uma nova cirurgia após analisar os exames do presidente. “Quando cheguei, analisei a tomografia, os exames de sangue e toquei na barriga dele. Quando apalpei, vi que o intestino não estava rasgando e estava mais molinho. Foi muito bom. Porque qualquer cirurgia que for feita nessa região dificilmente vai durar menos de 12 horas”, explicou.

Antônio Luiz Macedo estava de férias nas Bahamas quando recebeu a ligação de Bolsonaro. (Metro1)