Felippe Valadão cria polêmica por dizer ter ‘alergia’ de anônimos nas redes sociais

Foto: Reprodução

O marido da cantora Mariana Valadão, pastor Felippe Valadão, se colocou em uma situação delicada ao usar suas redes sociais para dizer que tem “alergia” a pessoas que não são famosas e usam as ferramentas de publicação temporária, como o Stories, do Instagram, constantemente, exibindo coisas que não atraem audiência.

“Eu tô com alergia de gente que não é famosa na internet mas vive com celular na mão, filmando storis (sic) pra ninguém assistir. Alguém por favor avisa aí que esse negócio parece que cega as pessoas, me ajuda aí gente”, escreveu o pastor no Twitter.

A infeliz publicação de Felippe Valadão foi ironizada pelo cantor Moysés Clayton: “Falou o famosão série Z da família Valadão”, respondeu, conforme informações do Portal do Trono.

A repercussão negativa da publicação fez o pastor apagar o tweet e publicar outro, fazendo referência à polêmica: “É quando a gente não gosta que o apelido pega, faz o seguinte, leva na zueira que a vida fica mais leve”, comentou. A ironia, no entanto, não conteve as piadas: “Felippe Famosão, olha aí um apelido”, alfinetou um seguidor.

Puxão de orelhas

A publicação de Felippe Valadão foi comentada pelo pastor Renato Vargens em suas redes sociais: “Foi extremamente infeliz em seu comentário, até porque, as redes sociais não foram criadas somente para os famosos. Na verdade, redes sociais são espaços onde qualquer um pode expor suas ideias, opiniões, conceitos e vida”.

A percepção do pastor seguidor da teologia reformada é que o marido de Mariana Valadão demonstrou um sentimento pouco nobre: “A colocação do pastor da Lagoinha está absorta em preconceito, visto que pelo que parece, para Felippe somente algumas personalidades podem ser assistidas”.

“Contudo, o mais preocupante de tudo foi o fato de Felippe focar na fama. Ora, o que talvez o pastor não lembre é que do ponto de vista das Escrituras o crente não foi chamado para receber glória ou fama, mas, sim para viver uma vida onde Deus é glorificado. […] Lamentavelmente, o problema dessa geração midiática é que ela facilmente confunde visibilidade com fama, popularidade com glória, multidão de seguidores com influência, o que por si é preocupante”, acrescentou Vargens.

Por fim, o pastor da Igreja Cristã da Aliança disse que ora para “que Deus abençoe Felippe e a todos nós fazendo-nos entender (eu me incluo nisso) que tudo aquilo que temos, somos, devem ser usados para glória de Deus e não para ostentação do nosso nome”.

https://www.facebook.com/renato.vargens/posts/3164401283641389

Por Tiago Chagas / Gospel +