Flora Gil critica empresas por falta de patrocínio: ‘Deveriam investir mais’

-
Foto: Sérgio Duarte/bahia.ba

Anfitriã do camarote Expresso 2222, Flora Gil lamentou nesta sexta-feira (21) a falta de patrocínio de grandes empresas para festas como o Carnaval de Salvador. Mesmo contando com o apoio de algumas instituições privadas, ela revela que, ao final da folia “a conta não fecha”.

“As empresas deveriam investir mais nessas festas. Eles poderiam economizar um pouco mais no marketing, na mídia paga, e deslocar uma pequena parcela do dinheiro que eles investem nos anúncios de TV e de internet nessas festas. Talvez eles não tenham interesse, não sei”, disse.

O Expresso 2222 é exclusivo para convidados e este ano comemora 22 anos, fazendo homenagem aos também 22 anos do Cortejo Afro. Nesta edição, uma novidade: a Varanda Elétrica está de volta.

“A Varanda Elétrica é um marco do Expresso, que é conhecido como um camarote que tem a varanda para o público pipoca”, disse. (Bahia.Ba)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui