Goleiro acusado de agredir esposa é solto após audiência de custódia

-Foto: Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução/Reprodução

Após uma audiência de custódia realizada em Orlando na tarde desta quinta-feira, 19, o goleiro Jean, reserva do São Paulo, foi solto. O jogador foi levado para a Penitenciária do Condado de Orange, onde passou a noite após ser acusado de agredir a esposa Milena Bemfica com oito socos, na madrugada da última quarta, 18. Milena chegou a postar vídeos com o rosto machucado em seu Instagram, trancada dentro de um banheiro, pedindo socorro.

Um tempo depois, ela apagou os vídeos e postou outros dizendo que já estava em segurança e acompanhada de suas filhas. Mais tarde, publicou uma mensagem agradecendo o apoio e pedindo para que as pessoas não espalhassem fake news.

Segundo o Globo Esporte, o São Paulo Futebol Clube, time pelo qual Jean estava contratado até 2022, está decidido a rescindir o contrato com o atleta. A diretoria do time deseja pedir o cancelamento do contrato, por justa causa e liberou uma nota em repúdio às agressões.

A Justiça da Flórida também disponibilizou na íntegra o boletim da prisão do jogador. O documento revela que quem fez a denúncia de violência doméstica foi o hotel em que o casal estava hospedado em Orlando, Marriot Fairfield. Segundo o policial que atendeu a ocorrência, “Jean disse que Milena o bateu na testa com a prancha de cabelo e depois o mordeu na coxa”, após ver ele trocando mensagens com outra mulher.

Milena informou ao policial que o casal estava discutindo no banheiro, porque era madrugada e as filhas estavam dormindo, e quando foi para a cama, Jean a seguiu e a jogou no chão. Milena disse que agiu em legítima defesa ao se defender dos socos do marido com a prancha de cabelo. O policial também contou que conversou com as filhas do casal, que relataram uma versão parecida com a da mãe, que Jean agrediu Milena com socos no rosto. (Capricho)