Guanambi registra primeira morte por H3N2

Foto: Reprodução / Lay Amorim/Achei Sudoeste

A Prefeitura de Guanambi confirmou, em nota, o primeiro óbito por H3N2 do município. O paciente em questão era um homem de 62 anos, portador de comorbidades, apresentando Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG).

De acordo com o portal Achei Sudoeste, o idoso foi admitido no dia 26 de dezembro no Pronto Atendimento Covid-19 com sintomas de SRAG. Dia 27 de dezembro, o homem veio a óbito. A amostra do material foi coletada e encaminhada ao Lacen-Ba para análise, confirmando a infecção pelo vírus da Influenza H3N2.

A Bahia registrou 54 mortos em decorrência da influenza A, do tipo H3N2. Foram 42 mortes em Salvador, três em Feira, duas em Canavieiras, um em Valença, uma em Laje, uma em Teixeira de Freitas, uma em Cabaceiras do Paraguaçu, uma em Urandi, uma em Sapeaçu e uma em Camaçari, segundo boletim divulgado nesta sexta-feira (7) pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). (BN)