Idoso morto por coronavírus em Salvador fez tratamento com cloroquina

-
Foto: Arisson Marinho/Arquivo Correio

A primeira vítima que morreu de coronavírus na Bahia (reveja aqui) foi um idoso de 74 anos de Salvador e estava fazendo tratamento com cloroquina nos últimos cinco dias. O medicamento, originalmente usado para malária, tem sido alvo de pesquisas no mundo todo. 

Personalidades como  os presidentes do Brasil, Jair Bolsonaro, e dos Estados Unidos, Donald Trump têm apontado a cloroquina uma possível cura, mas a eficácia da substância ainda não é comprovada.

A morte do paciente de 74 anos, que estava internado no Hospital da Bahia, foi confirmada na manhã deste domingo (29). Foi a primeira morte por Covid-19 no estado. 

De acordo com a assessoria do hospital, o paciente deu entrada na unidade no último dia 17, já com insuficiência respiratória severa. Hipertenso, ex-tabagista e dislipidêmico (alguém com taxas colesterol anormalmente altas), ele foi imediatamente entubado. 

Antes de chegar ao hospital, ele tinha sido atendido em outra unidade de saúde, quatro dias antes. Ele tinha voltado de um congresso em São Paulo. Ainda com sintomas leves, o idoso fez o teste para o novo coronavírus nesse hospital, mas foi encaminhado para casa. 

Depois dos quatro dias, os sintomas pioraram. Foi quando ele foi à emergência do Hospital da Bahia. Ele foi encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva, onde ficou por 12 dias. Quando o resultado positivo para o coronavírus saiu, ele já estava internado. Durante a internação, teve falência renal, precisando passar por diálise.

Autoridades lamentam
Autoridades lamentaram a morte do idoso. O governador Rui Costa usou seu perfil no Twitter para lamentar a morte. “Meus sentimentos de pesar aos familiares e amigos. Tenho repetido: é guerra dura e cruel. Vamos vencê-la com união, solidariedade e trabalho”, publicou. 

O prefeito ACM Neto reforçou a gravidade da situação e afirmou que a prefeitura segue firme na adoção de todas as medidas necessárias para combater a doença.

“Lamento muito por essa vítima e por essa família que perdeu seu ente. Para todos nós fica a lição e nos deixa atentos para um cenário que tende a piorar. É preciso termos consciência do papel de cada um de nós no cumprimento das medidas de isolamento social”, disse o prefeito. 

O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, disse que todos estão sentidos. “Cada vida importa. Nossos sentimentos à família enlutada”, afirmou.

Correio 24h

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui