Índio é morto a tiros e polícia interrompe velório para levar corpo para perícia no distrito de Trancoso, em Porto Seguro

Delegacia de Porto Seguro, no sul da Bahia, cidade a qual Trancoso pertence — Foto: Reprodução/TV Bahia

A polícia interrompeu o velório de um índio de 31 anos, identificado como Crislando Brito Bandeira, morto a tiros na terça-feira (15), no distrito de Trancoso, em Porto Seguro, sul da Bahia, para levar o corpo dele para a perícia.

Segundo a Polícia Civil, a ação foi necessária porque, após serem comunicados do crime, os Investigadores da 2ª DT/Arraial d’Ajuda foram à aldeia indígena na noite de terça e já chegaram durante o velório da vítima. A polícia não detalhou o horário em que ocorreu o crime, mas destacou que o caso foi ainda na terça.

A família de Crislando removeu o corpo do local do crime, antes da realização da perícia policial.

De acordo com informações da Polícia Civil, ele foi baleado por homens que estavam a bordo de uma motocicleta.

Não há informações sobre autoria ou motivação do homicídio. Ainda segundo a polícia, testemunhas foram intimadas a prestar depoimento. O caso foi registrado na 2ª Delegacia Territorial de Arraial D’ajuda, que investiga o crime. (G1)