‘Marília Mendonça só possuía uma parte da carreira’, diz advogado em nota

O processo de inventário dos bens da cantora Marília Mendonça que faleceu em novembro de 2021, em acidente aéreo, instaurado na semana passada, na Justiça de Goiânia.

Em nota enviada ao colunista Leo Dias, do “Metrópoles”, o advogado da família, Robson Cunha disse que os valores estimados pela imprensa não correspondem ao patrimônio acumulado pela cantora, ressaltando que ela possui apenas uma parte da sua carreira.

“Foi dado entrada, na semana passada, na Justiça de Goiânia, no processo de Inventário da Marília Mendonça. Ela deixou como único herdeiro o filho, Léo Mendonça Huff, que, em razão da menoridade, será acompanhado e tutelado pela avó materna, D. Ruth. Ato decidido em comum acordo com o pai do menor, Murilo Huff e a família de Marília, que sempre mantiveram e vão continuar mantendo uma relação harmoniosa e respeitosa, há um carinho recíproco e entendem que o bem principal sempre será o Léo. Por essa razão, inclusive, Murilo Huff concordou em compartilhar com a avó materna a guarda do filho, visto que a avó sempre contribuiu com esse papel na criação do Léo. Por fim, em que pese a ação estar correndo em segredo de Justiça, as informações que vêm sendo aventadas na imprensa sobre valores do inventário (R$ 500 milhões) não correspondem nem perto da realidade do patrimônio da Marília, sendo que, ao longo da sua vida, priorizou ajudar a família e pessoas próximas a constituir grandes patrimônios, até porque possuía apenas uma parte da sua carreira”, escreveu Robson. (Bahia.ba)