Morre o poeta Florivaldo Menezes, aos 88 anos

-Foto : Divulgação
Foto : Divulgação

Morreu nesta sexta-feira (30), em São Paulo, o poeta Florivaldo Menezes, aos 88 anos. Ligado a movimentos de vanguarda como a poesia concreta, Florivaldo era parte do chamado grupo do Cambuci (com Villari Hermann e Orlando Marcucci) e foi um dos artistas que, entre as décadas de 1960/70, aprofundou no Brasil pesquisas de intercruzamento entre  palavra, imagem e objeto e produziu uma obra de grande originalidade.

Dele, escreveu Ronaldo Azeredo em 1972, no prefácio do livro “Inverso”: “na terra dos sub-intelectuais, dos anti-pesquisas (…) no meio das gigantescas homenagens gratuitas, menezes foi rigoroso. preferiu o mais difícil: o anonimato artístico. lançando poemas de pura criatividade visual”.

Poema/encarte do livro Inverso (edições Invenção, 1972).

Pai do compositor Florivaldo Menezes Filho, o Flo, e do poeta Philadelpho Menezes (morto precocemente, em 2000, aos 40 anos), Florivaldo foi ainda parceiro de Gilberto Mendes, que musicou o “Poema Sobre um Quadro de Orlando Marcucci”.

O sepultamento acontece às 17h, no Cemitério Gethsemani (Morumbi), em São Paulo. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui