Mulher de 22 anos é diagnosticada com câncer avançado após ignorar crises de tosse

0
471
-
Foto: Reprodução / Instagram

Embora sejam mais comuns durante o inverno e nas épocas mais secas do ano, as crises de tosse podem significar mais do que um simples resfriado. No caso de Magdalena Bujalski, de 22 anos, elas eram o sinal de um câncer avançado, que já havia inclusive se espalhado para seus pulmões.

Antes do diagnóstico do câncer avançado, nem mesmo sua médica suspeitava que as tosses (que vinham acompanhadas de outros sintomas, como inchaços e dormência nos braços) pudessem ser causadas por uma bronquite ou alguma infecção respiratória.

“A médica achou que fosse alguma infecção nos pulmões, então receitou alguns antibióticos”, contou à agência de notícias britânica MDWfeatures, em matéria publicada pelo tabloide Daily Mail , do Reino Unido. Numa consulta posterior, na qual ela aparentava estar se recuperando dos problemas, a médica solicitou um segundo raio-x.

Por sorte, foi esse novo exame o responsável por revelar uma massa anormal no pulmão direito. Em seguida, ela teve de fazer uma tomografia e uma biópsia, a qual confirmou que a paciente tinha um linfoma não Hodgkin . Esse tipo de linfoma costuma estar ligado à exposição a produtos químicos como pesticidas, solventes e fertilizantes.

“Eu fiquei chocada, porque sempre fui saudável e trabalhava duro para cuidar da minha saúde”, confessou Magdalena, que disse praticar exercícios com frequência e se alimentar corretamente. “Tudo parecia um pesadelo”, completou sobre a situação.

(Varela Notícias)





DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui