Papa faz primeira aparição pública após cancelar agenda e diz que está resfriado

-
Foto : Cancillería del Ecuador

O Papa Francisco fez sua primeira aparição pública hoje (1º), quatro dias após o que o Vaticano chamou de “leve indisposição”, que o forçou a cancelar algumas audiências e atividades.

Ele anunciou que deixaria de participar de um exercício espiritual de seis dias com a cúria em Ariccia, ao sul de Roma, por causa de um resfriado.

“Infelizmente, um resfriado obriga-me a não participar este ano”, disse após a oração do Angelus, oficiada na Praça de São Pedro pela janela do Palácio Apostólico, durante a qual ele teve dois acessos de tosse.

É a primeira vez que Francisco deixa de ir ao retiro anual ao sul de Roma desde sua eleição em março de 2013.

A oração do Angelus foi a primeira aparição pública do líder de 83 anos desde a missa de Quarta-Feira de Cinzas em Roma, durante a qual ele foi visto tossindo e espirrando.

O Vaticano não especificou qual a doença de Francisco, mas em meio a temores na Itália por causa de um surto de coronavírus, o porta-voz Matteo Bruni negou, na sexta (28), que o Papa estivesse afetado por algo grave. “Não há evidências que levem ao diagnóstico de nada além de uma leve indisposição”, disse ele. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui