Paulo Carneiro pagou custas de processos pessoais com dinheiro do Vitória, diz relatório

Foto: Uendel Galter

Cada dia que passa a situação fica mais complicada para Paulo Carneiro, presidente do Vitória. Além de ter feito “farra de passagens”, ele também utilizou dinheiro do clube para pagar custas processuais pessoais, conforme relatório da comissão processante que investiga a gestão do cartola rubro-negro.

No relatório, consta um pagamento com dinheiro do Vitória para um advogado no valor de R$ 5 mil, em dezembro de 2019. Já em março de 2020, a quantia retirada dos cofres do clube é de quase R$ 7 mil, referente a um processo que tramitou no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA).

Vale lembrar que mesmo que essa quantia tenha sido reembolsada aos cofres do Vitória, a conduta é considerada inadequada e contrária ao estatuto rubro-negro.

Uma reunião extraordinária do Conselho Deliberativo do Vitória foi marcada para o dia 2 de setembro para tratar deste e de outros temas apontados no relatório da Comissão de Ética, que pede o afastamento temporário de Paulo Carneiro por gestão temerária.

por Glauber Guerra / Bahia Notícias