Perto do G-6, Gilberto fala em controle de ansiedade para manter bons resultados

0
82
-
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Com o triunfo sobre o Vasco no último sábado (7), o Bahia teve o gosto de entrar no G-6, que classifica para a Copa Libertadores. O gosto, no entanto, passou quando a rodada se completou e o Inter tomou o lugar do Tricolor. Com oito jogos sem perder e na briga pelos primeiros lugares, a equipe tem que ter paciência e evitar a ansiedade. Foi o que afirmou o atacante Gilberto.

“Falar em ansiedade, a gente tem que controlar isso. Nosso time chegou onde chegou por saber como lidar em cada jogo, buscando sempre sair vencedor das partidas. Quando não dava para vencer, a gente somava os pontos. É dar continuidade a isso, independente da maneira que seja, para conseguir algo bom esse ano. O Fortaleza é uma equipe difícil de jogar, clássico nordestino, e que vai nos trazer dificuldade. Temos que estar atentos para trazer esse triunfo”, declarou.

- Anúncio -

Sem tomar gol em dez dos 18 jogos disputados na Série A até aqui, a defesa do Bahia tem sido um destaque. E quem disse que o ataque também não faz parte disso?

“Vou até fazer uma brincadeira. O vídeo game tem que aumentar poder ofensivo dos atacantes, que são mais que correm hoje em dia para marcar, pressionar a linha alta. O grupo está sabendo assimilar isso bem do que o Roger está pedindo. Isso está sendo bem feito e, por isso, a gente está tendo resultado positivo”, declarou o camisa 9.

O atacante Artur voltou da Seleção Olímpica, mas é dúvida por causa de um incômodo na coxa. Com isso, está aberta a possibilidade de Élber voltar a jogar no ataque. Gilberto deu a sua visão sobre os dois e fez elogios.

“A gente vem de um jogo muito bom, defensivamente o Élber ajuda bastante, tem essa quebra de linhas que ele faz com agilidade. Um cara rápido, que sabe driblar, penetrar na defesa e achar um jogador em melhor condição. O Artuzinho está em uma fase excepcional, tem essas características. Tem uma coisa que a gente brinca que ele é fominha, vem para dentro e chuta. São dois excelentes jogadores, o Arturzinho um pouco mais novo. Características parecidas que estão nos ajudando bastante, dão conta do recado”, indicou.

(Bahia Notícias)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui