Plano de demissão da Eletrobras inclui 1,7 mil trabalhadores

0
41
-Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

O segundo plano de demissão consensual deste ano da Eletrobras foi anunciado ontem (10). A meta é demitir 1.681 empregados até 31 de dezembro. A companhia alega que quer reduzir os custos com funcionários, que podem chegar a R$ 510 milhões anualmente.

A nova medida começa a ser colocada em prática hoje (11) na holding e nas subsidiárias CGTEE, Chesf, Eletrobras Termonuclear, Eletronorte, Amazonas Geração e Transmissão de Energia, Eletrosul e Furnas Centrais Elétricas.

- Anúncio -

O plano foi divulgado depois da celebração do acordo coletivo de trabalho (ACT), com mediação do Tribunal Superior do Trabalho.

Fficou acordado que a Eletrobras deve oferecer um programa de desligamento voluntário para 12,5 mil empregados efetivos a partir de janeiro de 2020 e de 12 mil a partir de maio de 2020.

Após estas datas, ficam autorizados os desligamentos necessários para alcance dos demais quantitativos estabelecidos pelo TST. (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui