Polícia do Rio investiga assassinato de autor de livro sobre Marielle

Artista morava no Brasil há quase dez anos, tinha uma namorada e um filho brasileiros - (crédito: Twitter/Reprodução)

A polícia do Rio de Janeiro investiga o assassinato do escritor e capoeirista Leuvis Manuel Olivero, 38 anos. O crime ocorreu no dia 10 de outubro, em uma rua do bairro Barra da Tijuca. Segundo testemunhas, o homem andava normalmente pela rua, quando um carro se aproximou e, de dentro dele, foram feitos os disparos. Os policiais ainda não sabem a motivação do assassinato.

Os disparos atingiram a cabeça e o abdômen. Uma equipe do Corpo de Bombeiros chegou a ir até o local, mas o escritor já havia morrido quando os médicos chegaram.

Olivero nasceu na República Dominicana, mas era cidadão dos Estados Unidos. No Brasil há quase dez anos, o capoeirista deixa um filho e uma namorada, com quem morava no Rio de Janeiro.

Entre os onze livros publicados por Olivero, um homenageava a vereadora carioca Marielle Franco, também assassinada a tiros na cidade. Outra publicação do autor, segundo a rádio Band News, criticava o governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Neste fim de semana, amigos da vítima foram à rua em que ele foi assassinado em protesto por investigações mais rápidas e transparentes. O sepultamento será nos EUA, mas ainda não há data.