Polícia investiga professor que pediu para garoto ficar de cueca; caso aconteceu em SP

-
Foto: Reprodução/ISTV Guarujá

Um professor de 46 anos está sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo por assédio a uma criança de 13 anos, aluna de uma escolinha de futebol no Guarujá.

Em conversas divulgadas pelo G1 e investigadas pela polícia, o homem pede para a criança mandar foto sem camisa ou de “cuequinha”. Durante os diálogos, é possível ver que o professor promete presentes ao menino, além de dinheiro.

Quando o homem pede para que ele dance de “cuequinha em cima da cama valendo R$ 10”, o garoto se nega e diz que sente vergonha. As conversas teriam acontecido por quase um ano.

O caso foi registrado na Delegacia da Mulher de Guarujá e um inquérito foi aberto para que o caso fosse apurado. O professor já foi identificado mas, até o momento, não foi preso.

(Bahia.Ba)