Últimas Notícias sobre Eleições

Foto: Divulgação/TRE-RR

Com a proximidade do fechamento do cadastro houve um aumento significativo na procura pelos serviços oferecidos pela Justiça Eleitoral baiana, resultando em uma redução no número de títulos cancelados. Até terça-feira (7), foram registrados 1,2 milhão de cancelamentos, em comparação com os 1,6 milhão registrados até o dia 25 de abril.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)  (Reprodução/Youtube)

O mais recente levantamento do instituto AltasIntel revelou um aumento significativo na aprovação do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), consolidando-o como o político mais bem avaliado do país. Os dados, divulgados nesta terça-feira, 7, apontam um cenário favorável para o petista.

Foto: Divulgação/TRE-RR

Uma mulher foi detida em flagrante nesta segunda-feira (6), em Salvador, após apresentar um comprovante de residência falso em uma zona eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA).

Foto: Divulgação

Com mais de 1,6 milhão de baianos com títulos eleitorais cancelados, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) tem intensificado ações com o intuito de garantir a máxima participação popular nas eleições municipais que acontecem neste ano, no dia 6 de outubro.

Foto: Divulgação/TRE-BA

Antes de se dirigir à sede do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), os eleitores de Salvador poderão acessar informações em tempo real sobre o tempo médio de atendimento

Foto: Neddermeyer/ Fotos Públicas

Para acessar os serviços é necessário apresentar um documento oficial com foto e um comprovante de residência emitido há, no máximo, três meses.

Foto: Roque de Sá | Agência Senado

A congressista, que também é secretária nacional do Movimento Mulheres Republicanas, destaca a importância do encontro.

Foto: AFP

A Corte julgou procedente uma representação ajuizada pela chapa de Bolsonaro contra a coligação petista por impulsionamento de divulgação de propaganda eleitoral negativa na internet durante as eleições de 2022.

Foto: Reprodução/ Agência Brasil

Além de não poder votar, o eleitor que não estiver em dia com as obrigações eleitorais pode ter dificuldades para emitir documentos como passaporte, fazer matrículas em universidades, tomar posse em cargos públicos ou receber benefícios sociais do governo.

Foto: © Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

O governo conseguiu adiar a sessão, evitando possível derrota em diferentes projetos. O presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), anunciou o adiamento pouco depois de o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), afirmar ser “muito ruim” não realizá-la no dia.

Close