Possível vacina contra Covid-19 apresenta resultados positivos e seguros

-
Foto: Divulgação

Um estudo publicado na revista científica The Lancet, nesta sexta-feira (22), apontou que uma possível vacina contra a Covdi-19 gerou resposta imune entre voluntários. Em sua primeira rodada de testes, o imunizante foi considerado seguro e bem tolerado. 

Ainda assim, novos estudos serão necessários para confirmar se essa resposta imune é capaz de proteger contra uma infecção da Covid-19. As informações são do jornal Estado de S. Paulo.

A pesquisa foi feita por cientistas chineses do Instituto de Biotecnologia de Pequim. Ao todo, 108 voluntários saudáveis foram acompanhados por 28 dias na primeira fase do estudo. Os resultados finais serão divulgados daqui a seis meses, tempo que serão monitorados.

“Esses resultados representam um marco importante. O estudo demonstra que uma dose única da nova vacina produz anticorpos e células T específicas para o vírus em 14 dias, tornando-a um candidato potencial para investigação futura”, disse Wei Chen, primeiro autor do estudo e professor do Instituto de Biotecnologia de Pequim.

Para o teste, foram utilizadas doses baixas, médias e altas da vacina. Em todos os casos, os únicos efeitos colaterais apresentados foram febre, fadica, dores de cabeça e musculares. O vírus usado para produzir os anticorpos foi o adenovírus, causador de resfriado, que codifica uma proteína do coronavírus responsável por sua replicação.

“No entanto, esses resultados devem ser interpretados com cautela. A capacidade de desencadear essas respostas imunes não indica necessariamente que a vacina protegerá os seres humanos contra a covid-19. Este resultado mostra uma visão promissora para o desenvolvimento de vacinas contra a covid-19, mas ainda estamos longe de que ela esteja disponível para todos”, ressaltou Chen.

A segunda fase do estudo foi iniciada e vai pegar pessoas aleatórias para serem acompanhadas. Além disso, participantes e pesquisadores não saberão qual voluntário recebeu determinada vacina. Cerca de 500 indíviduos devem se voluntariar, incluindo pessoas acima de 60 anos, consideradas grupo de risco da Covid-19.

Ainda segundo a revista The Lancet, pelo menos cem imunizantes estão sendo testados contra a covid-19. (Bahia.Ba)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui