Preço da carne recua 9% na primeira semana de dezembro, diz Agricultura

-
Preço da carne subiu 8% em novembro, o que contribuiu para colocar a inflação no maior patamar em quatro anos. Foto: Paulo Muzzolon/ Folhapress

Depois de elevar a um patamar exorbitante e contribuir para colocar a inflação no maior patamar em quatro anos, os preços da arroba do boi recuaram na primeira semana de dezembro, de acordo com o Ministério da Agricultura, o que deve impactar no preço da carne bovina.

Segundo a Folha, o ministério informou que, nos principais estados produtores, a queda foi de cerca de 9% no período.

Em Mato Grosso, a arroba do boi passou de R$ 216 na segunda-feira (2) para R$ 197 nesta quinta-feira (5). Na Bahia, caiu de R$ 225 para R$ 207. Em Mato Grosso do Sul, de R$ 220 para R$ 200.

“Os resultados mostram a tendência iniciada na última semana de novembro. O preço daqui para frente deve se estabilizar”, disse a ministra da pasta, Tereza Cristina, em nota divulgada.

O aumento no preço da carne se refletiu no resultado de alimentação no domicílio no IPCA, que tinha registrado deflação nos meses anteriores.

De acordo com o governo, a alta recente decorreu de diversos fatores, como a seca que prejudicou o crescimento do pasto e afetou a engorda de bovinos, a falta de investimentos por causa dos preços estáveis nos últimos anos, e, principalmente, o aumento da demanda da China.

A ministra disse que o preço da proteína está se ajustando pela oferta e procura de mercado e que não cabe ao governo interferir.