Rui Costa, Bruno Reis e UPB se reúnem para discutir prorrogação de medidas restritivas

Foto: Fernando Vivas/ GOVBA

O governo da Bahia, as prefeituras de Salvador e de cidades da Região Metropolitana (RMS) e a União dos Municípios da Bahia (UPB) se reúnem nesta terça-feira (2) para decidir se haverá prorrogação do decreto de fechamento das atividades não essenciais no estado. A validade da medida termina às 5h desta quarta (3).

O Bahia Notícias apurou com uma fonte ligada ao prefeito da capital baiana, Bruno Reis (DEM), que o encontro começou por volta das 12h.

A expectativa é de que Bruno proponha a extensão do decreto até domingo (7). Em reunião nesta segunda (1º), ele apresentou esta ideia, que recebeu apoio de empresários da cidade. Bruno ficou, então, de levar a proposta para o encontro desta terça.

Diante do ainda alto índice de ocupação nas unidades de UTI Covid, o governador Rui Costa (PT) decidiu prorrogar, no domingo, as medidas restritivas. Com isso, o toque de recolher que proíbe a circulação nas ruas a partir das 20h foi estendido até às 5h do dia 8 de março e as atividades não essenciais impedidas de funcionar no último fim de semana deverão continuar de portas fechadas até às 5h da próxima quarta-feira (3).

A prorrogação é válida para 338 das 417 cidades baianas, o que exclui as regiões Oeste, Norte e Nordeste do estado, e foi adotada com anuência de prefeitos como Bruno Reis (DEM), gestor de Salvador (veja aqui). Na quinta (25), quando as medidas foram reforçadas, os dois ressaltaram a necessidade de aumentar as restrições para tentar diminuir a transmissão do vírus e, consequentemente, sua taxa de ocupação e número de óbitos. (BN)